Timing da decisão de Toffoli sobre Odebrecht chama atenção no STF
  • Compartilhe:

Toffoli anulou decisões da Lava Jato contra Marcelo Odebrecht um dia após André Mendonça marcar audiência de conciliação com empreiteiras. O timing da decisão do ministro Dias Toffoli de anular todas as decisões contra o empresário Marcelo Odebrecht proferidas pela 13ª Vara Federal de Curitiba, que cuida da Lava Jato, chamou a atenção de advogados e de outros integrantes […]

Toffoli anulou decisões da Lava Jato contra Marcelo Odebrecht um dia após André Mendonça marcar audiência de conciliação com empreiteiras.

O timing da decisão do ministro Dias Toffoli de anular todas as decisões contra o empresário Marcelo Odebrecht proferidas pela 13ª Vara Federal de Curitiba, que cuida da Lava Jato, chamou a atenção de advogados e de outros integrantes do Supremo.

Toffoli deu a decisão na terça-feira (21/5), um dia após o ministro do STF André Mendonça convocar uma audiência de conciliação para renegociação dos acordos de leniência firmados por empreiteiras durante a Lava Jato para a quinta-feira (23/5).

Sob reserva, advogados e ministros do Supremo ouvidos pela coluna avaliam que Toffoli pode ter dado uma decisão de tamanho impacto naquele dia para tentar manter o protagonismo da revisão da Lava Jato, algo que vem buscando há meses no STF.

Toffoli nega relação

A interlocutores, Toffoli negou que o timing de sua decisão sobre Marcelo Odebrecht tenha relação com a audiência de conciliação marcada por André Mendonça. Segundo aliados, o ministro classificou a avaliação de advogados e colegas como “bobagem”.