Ministro diz não ver “ambiente” para que PL do Aborto avance
  • Compartilhe:

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, acredita que não vê “clima e ambiente” favoráveis para que o projeto de lei que equipara a prática do aborto ao crime de homicídio avance no Congresso. “Acredito que não tenha clima e ambiente, nunca teve compromisso, inclusive dos líderes, do conjunto dos líderes, não só do governo, mas […]

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, acredita que não vê “clima e ambiente” favoráveis para que o projeto de lei que equipara a prática do aborto ao crime de homicídio avance no Congresso.

“Acredito que não tenha clima e ambiente, nunca teve compromisso, inclusive dos líderes, do conjunto dos líderes, não só do governo, mas dos vários líderes, de votar o mérito”, afirmou Padilha, nesta segunda-feira (17).

“Acredito que não tem ambiente para se continuar o debate de um projeto que estabelece pena para estuprador menor do que para menina ou mulher estuprada. Acredito que não tenha ambiente para isso. O presidente Lula reafirmou as posições dele”, acrescentou.

Conhecida como PL do Aborto, o projeto foi aprovado na última quarta-feira (12) em caráter de urgência na Câmara, mas vem sofrendo uma forte rejeição dentro e fora do parlamento brasileiro e deve acabar “encalhando” no Congresso.