Após Petrobras, Rui Costa mira queda de Fernando Haddad
  • Compartilhe:

Bem sucedido na fritura que resultou na demissão de Jean Paul Prates da presidência da Petrobras, o ministro da Casa Civil, Rui Costa, junto com o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, miram agora o enfraquecimento do ministro da Fazenda, Fernando Haddad. De acordo com a jornalista Andreza Matais, do UOL, nesta segunda (20), o primeiro […]

Bem sucedido na fritura que resultou na demissão de Jean Paul Prates da presidência da Petrobras, o ministro da Casa Civil, Rui Costa, junto com o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, miram agora o enfraquecimento do ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

De acordo com a jornalista Andreza Matais, do UOL, nesta segunda (20), o primeiro passo da dupla é minar o poder de Haddad dentro da estatal tirando o diretor de Governança e Conformidade da empresa, Mário Spinelli, que foi Controlador Geral na época em que Haddad foi prefeito de São Paulo.

Segundo o texto, Spinelli teria atuado, com o apoio de Jean Paul Prates, para derrubar Pietro Mendes, que era membro da Secretária Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do ministério de Minas e Energia, e foi indicado por Alexandre Silveira para o Conselho de Administração da estatal.

Outro alvo de Rui e Silveira é encontrar trazer para o seu lado Rafael Dubeux, secretário executivo adjunto do Ministério da Fazenda e membro do Conselho de Administração da petroleira, para votar junto com os nomes indicados pela dupla na saída de Mário.

Vale lembrar que os atritos entre Fernando Haddad e Rui Costa acontecem desde o ano passado quando, entre outros temas, os políticos, próximos ao presidente Lula, divergiram sobre temas na pauta econômica.