ACM Neto estica a corda, e aliados lembram que Elmar não é João Roma
  • Compartilhe:

O ex-prefeito de Salvador e líder de seu grupo na Bahia, ACM Neto, decidiu esticar a corda em sua relação com Elmar Nascimento, um dos políticos mais fortes do país, após a decisão de punir deputados que votarem a favor do empréstimo solicitado pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa da Bahia. Dois deputados são […]

O ex-prefeito de Salvador e líder de seu grupo na Bahia, ACM Neto, decidiu esticar a corda em sua relação com Elmar Nascimento, um dos políticos mais fortes do país, após a decisão de punir deputados que votarem a favor do empréstimo solicitado pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa da Bahia. Dois deputados são ligados a Elmar – Júnior Nascimento e Marcinho.

Após Elmar fazer críticas pesadas à decisão do União Brasil, Neto afirmou que os dois possuem uma boa relação, mas que não precisam concordar em tudo.

Aliados consultados alertam para o movimento arriscado de Neto, de esticar a corda na relação com seu aliado mais poderoso – e também o que mais ameaça sua liderança. Algo parecido do que ocorreu com João Roma, que aceitou ser ministro de Estado e acabou sendo expulso do grupo liderado por ACM Neto.

“Mas Elmar não é João Roma. E até ele perder a disputa pela presidência da Câmara, tem poder suficiente para transformar a vida de Neto em um inferno”, disse um aliado à reportagem. Outro lembrou da influência de Elmar no Governo Federal, a ponto de ter o controle da Codevasf.

Em 2018, Neto quase perdeu o apoio de Elmar quando desistiu de ser candidato a governador. O deputado federal, no entanto, decidiu seguir no grupo.